Eliana Maria Nigro Rocha

 e-gagueira.com.br

 

Linguagem Humana tem origem na África


03.05.11

          "Linguagem humana tem origem na África, afirma nova pesquisa": esse é o título de um ótimo artigo publicado no jornal Folha de São Paulo em 15.04.11, baseado em um trabalho de Quentin Atkinson, da Universidade de Auckland, Nova Zelândia, que foi recentemente publicado na prestigiada revista americana Science.[1]

          Citam que se estima que o tronco de línguas indo-européias (quase todas as línguas da Europa mais as das regiões como a Índia, Paquistão e Irã) surgiu a 9.000 anos no centro-sul da África, mesmo local onde sabidamente ocorreu o início da espécie humana. Eles se referem a um "idioma de verdade, com gramática e vocabulário complexos". Os estudiosos chegaram a essa conclusão após um estudo de mais de 500 línguas, buscando encontrar as rotas de difusão da linguagem pelo mundo.

          Outro dado interessante - que já era conhecido pelos estudiosos - citado nesse texto, é que quanto maior a população que fala uma língua, maior é o número de fonemas[2] que ela possui. Nisso interfere também o tempo que essa população fala essa língua, de modo que os chineses - mesmo sendo a China a nação mais populosa - não possuem a língua mais rica em fonemas do planeta, mas sim os africanos. É essa maior diversidade de fonemas da língua em relação às demais que indica que determinada língua é a mais antiga: conforme os idiomas se distanciam dessa fonte original vai diminuindo seu número de fonemas. Esse padrão linguístico africano corresponde ao padrão genético: "os africanos também são geneticamente mais diversificados que o resto da humanidade."



Comentários - 04.03.12


          Em fevereiro e março de 2012, a Science publicou quatro comentários sobre o artigo citado acima, nos quais um total de doze autores refuta colocações de Atkinson - entre outras, a de que a origem da língua tenha ocorrido na África - e sugerindo "um cenário mais complexo para a emergência da diversidade linguística global". Não temos conhecimento de resposta por parte do autor do artigo original.



[1] Atkinson QD. Phonemic diversity supports a serial founder effect model of language expansion from Africa.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21493858
[2] fonemas são definidos como a menor unidade sonora que permite a diferenciação entre as palavras. Ex: faca/vaca, moto/modo, etc...



Volte para a
 página inicial