Eliana Maria Nigro Rocha

 e-gagueira.com.br

 

GAGUEIRA INFANTIL - CONVERSA COM ADULTOS

 

 

          O objetivo deste lançamento é o de divulgar informações sobre gagueira infantil, especificamente na primeira infância, ou seja, para crianças de 2 a 5 anos que recém começaram a gaguejar ou estão gaguejando há pouco tempo. Utilizei para isso um esquema de perguntas e respostas com o intuito de facilitar a comunicação. A escolha das questões foi baseada em minha vivência profissional como fonoaudióloga especialista em fluência, em meu trabalho de orientação aos adultos que convivem com a criança, como os pais, professores, avós, cuidadores e parentes em geral. 

 

       Uma vez que me dirijo às pessoas que não são especialistas em gagueira, tomo liberdades de expressão com o intuito de transmitir as ideias da maneira mais clara possível, pois o objetivo é que os leitores possam ter uma visão mais clara do que se passa com a criança que gagueja e de como eles podem atuar para favorecer a melhor evolução possível da comunicação dela.

 

    Mas, conforme fui escrevendo, imaginei que outros profissionais (fonoaudiólogos, pediatras, neuropediatras) poderiam se interessar pelo material e poderiam sentir falta de maiores informações. Inseri então algumas referências que, além de embasar cientificamente o texto, pudessem facilitar o trajeto deles no sentido de se aprofundarem no tema. Para o leigo, temos também referências e sugestões de sites, textos e livros em português.


          A coleção é composta por quatro livretos:
1. Para começo de conversa -
índice 

2. Quando a criança recém começou a gaguejar - índice

3. Quando a criança continua gaguejando - índice

4. Quando a gagueira persiste - índice

           A revisora técnica é a Dra. Sandra Merlo, que, além de especialista em fluência, é uma pesquisadora na área. Seu respaldo me forneceu a tranquilidade de ter os conceitos revistos, mesmo que isso não signifique que ela seja responsável por eventuais falhas ou que concorde plenamente com tudo o que está lá escrito.
 

      Paulo Amaro Martins, coautor comigo do livreto “Ensaio sobre a gagueira”, foi a primeira pessoa a quem enviei os esboços desse conjunto de livretos e sua resposta ampliou muito meu objetivo. Ele tem uma visão peculiar sobre gagueira, sendo uma pessoa que gagueja e muito envolvido no tema. 


       Cito ainda o Instituto Brasileiro de Fluência – IBF, que tem crescido continuamente, abrangendo novos focos de trabalho a favor da divulgação de conceitos científicos de gagueira, com atitudes voltadas tanto à Fonoaudiologia como às pessoas que gaguejam. É estimulante fazer parte deste grupo.

 

        Gostaria de incluir nesta pequena lista, o designer Tulio Henrique Mandolesi que deu o formato final aos livretos, com cuidado e atenção ímpar, o que ele denomina apenas de “carinho pela área”. 
 

       Os dois primeiros livretos já estão disponíveis para venda. Clique aqui ou entre no setor de livros da Amazon e busque por Gagueira Infantil - Conversa com Adultos.