Eliana Maria Nigro Rocha

 e-gagueira.com.br

 

Questões - Diversas

Em 08.08.2011

Sou casado,tenho 38 anos,tenho uma filha de 2 anos de idade e gaguejo desde os 10.

Eu normalmente ouço que a dita gagueira do desenvolvimento tipicamente se inicia até os 7 anos. No meu caso começou aos 10 e perdura até hoje, ou seja, faço parte do contingente de 1% de gagos crônicos.

Eu venho por meio deste e-mail mui respeitosamente te indagar duas coisas: Se por acaso minha filha herdou minha tendência, se ela me vir gaguejando e me imitar, isso poderia precipitar nela um início de gagueira?

A segunda coisa,eu tenho reparado que muitas crianças na idade da minha filha falam frases inteiras e pronunciam corretamente diversas palavras.A minha filha ainda é muito monossilábica ou seja só fala algumas palavras isoladamente e mesmo assim usando os fonemas errados: "rapo" em vez de "sapo", "cacai" em vez de "papai", "caca" em vez de "vaca"; ou comendo a primeira letra "óó" em vez de "vovó". Ela também parece falar um dialeto de bebê e o faz despreocupadamente.

Minha filha fez dois anos em junho deste ano. Pela minha descrição você poderia supor que o desenvolvimento da fala dela estaria dentro da normalidade? Ou será que já deveria conversar com minha esposa sobre colocar minha filha em uma fonoaudióloga? Desde já te agradeço a paciência e peço desculpas se, porventura, me alonguei muito.

Um abraço,

Roberto A V de Moraes Filho.



Caro Roberto,

Não achei que você se alongou muito, não. Na verdade, é difícil transmitirmos tanta coisa por escrito e sei que ainda ficam faltando dados, não é mesmo?

Tentarei ser breve e, para isso, vou colocar algumas ideias em tópicos:

- a gagueira do desenvolvimento, comumente se inicia aos dois ou três anos, mais raramente aos sete e mais raramente ainda, na adolescência.

- não há nenhuma comprovação científica atual de que a imitação possa ser um deflagrador de gagueira, embora tantos leigos digam que começaram a gaguejar após imitar alguém. Seu contato constante com sua filha, sem dúvida é essencial para o equilíbrio dela e você não deve evitar isso de maneira alguma. Se puder, lembre-se de falar mais calmamente com ela, mais devagar, para que ela tenha um modelo de fala tranquilo, mesmo que você gagueje.

- as crianças variam muito no desenvolvimento de sua fala, mas seus exemplos e comentários ("dialeto de bebê") sugerem que ela tenha um leve atraso no desenvolvimento da fala/linguagem. Teoricamente essa seria uma dificuldade que - se comprovada - pode favorecer o surgimento da gagueira. Estranhei especialmente o "cacai" ao invés de "papai", pois o /p/ costuma ser um dos primeiros fonemas que a criança emite.

- veja se consegue agendar um horário com um fonoaudiólogo para ele conhecer sua filha e poder lhe orientar de modo mais adequado.

Fico feliz que você tenha entrado em contato: são dúvidas essenciais que fazem toda diferença no resultado final.

Um abraço,

Eliana Nigro



Voltar para
 
Questões