Eliana Maria Nigro Rocha

 e-gagueira.com.br

 

Um curta-metragem sobre gagueira

recebeu o Oscar 2016

Stutterer.jpg

aqui.

 

Sinopse

 

Um tipógrafo solitário é portador de uma gagueira muito severa, o que o mantém isolado de todos. Seu pai é quem faz os telefonemas por ele, que chega a se fingir de mudo em algumas situações. Mantém um relacionamento online com uma mulher, o que lhe permite expressar de modo eloquente o seu mundo interior. Agora, porém, ele se depara com o momento de encontrá-la. Ela não sabe de sua gagueira e ele não sabe o que fará. Duração: 12 minutos.

 

 

O filme esteve disponível  gratuitamente na internet na ocasião em que disputava o  Oscar. Lamentavelmente sua exibição foi bloqueada logo após.

 

O trailer  não tem legendas em português, mas cenas apresentadas falam por si só. Veja aqui.  

 

 

 

 

 

Stutterer foi finalista entre os cinco de sua categoria e venceu

Sobre o diretor

 

            Benjamim Cleary é irlandês, graduado pela London Film School e Stutterer é o primeiro filme que dirige. Cresceu em Dublin onde um de seus amigos apresentava uma gagueira bastante severa. Essa convivência o levou a entender quão difícil a gagueira pode ser para alguém, especialmente na fase de crescimento que por si só já é tão complexa. 1, 2

            O artigo publicado pela Britflicks2 diz que o pai e o irmão de Benjamin Cleary apresentaram gagueira anteriormente, mas como ele não comenta isso em suas entrevistas e apenas cita seu amigo, não confirmamos este dado.

            O filme foi feito com um orçamento apertado: cinco mil libras, o que equivale hoje a R$ 28.296,00. Para dispor desse valor, o diretor utilizou suas poucas economias, trabalhou à noite em uma hamburgueria de um amigo e inclusive, alugou seu quarto por dois meses para poder contar com o valor do aluguel e enquanto isso, dormia em um sofá da casa de um amigo, de modo que cada centavo pudesse ser investido nesta produção.2, 3

 

 

Benjamin ClearyBenjamim - ou Ben, como é chamado - comenta que todos deveriam entender que só por ter dificuldade em exteriorizar suas palavras, isso não significa que a pessoa que gagueja seja assim internamente. Neste curta-metragem ele optou por utilizar voice over [1]  que emite fluentemente os pensamentos do personagem, para tentar expressar essa dicotomia: o personagem Greenwood tem uma maravilhosa voz interior, um mundo interno fascinante que ele consegue expressar online ou em seus pensamentos, mas tragicamente não pode dividi-los com as pessoas face a face. O diretor acrescenta que já tinha total consciência disso tudo antes de fazer o filme, mas foi somente após a profunda exploração de como a vida deve ser para alguém que enfrenta esse dilema que ele ganhou um maior insight do que deve ser isso no dia a dia de uma pessoa.

            Benjamin acredita que o tema da comunicação humana continuará a ser explorado em seus próximos projetos.

 

[1] Voice over: quando a fala não sai diretamente da boca do personagem 4, mas é transmitida através de uma voz de fundo 5.

 

 

 

Sobre o ator

 

            Greenwood, o personagem que gagueja, é interpretado pMatthew Needham​or Matthew Needham, um ator britânico de 31 anos. Alex Branan do Cine Files Movies Reviews escreve: "Needham é o filme, e é a sua voz interior e seu olhar emocionado que dá unidade ao filme. Como a mente de seu protagonista, Stutterer é elegante em sua quietude." 6

 

 

 

 

 

1.      National Stuttering Association - acessado em 07.02.16:  http://www.westutter.org/news/ben-cleary/

2.      The Spread publicação de 11.01.16 acessada em 08.02.16: http://cinemajam.com/mag/interviews/benjamin-cleary-stutterer

3.      Britflicks - publicação de 13.12.15 acessada em 07.02.16: http://www.britflicks.com/news/15984

4.      Roteiro e cinema comunidade - publicação de 03.05.2015 acessada em 07.02.16:

https://www.facebook.com/permalink.php?id=171785889652007&story_fbid=450273511803242

5.      Linguee acessado em 07.02.16: http://www.linguee.com.br/ingles-portugues/traducao/voice+over.html

6.      CineFiles Movie Reviews publicação de 31.12.15 acessada em 07.02.16 http://cinefilesreviews.com/2015/12/31/stutterer-2015-short-film-review/

 

 

Volte para a página inicial